sábado, 31 de julho de 2010

Presbiterianos Calvinistas: Batismo por Aspersão – Uma característica de nossa Identidade

Presbiterianos Calvinistas: Batismo por Aspersão – Uma característica de nossa Identidade

3 comentários:

  1. Um colega de profissão conversando em um aniversário de uma colega nossa, ventilou sua ida para nossa igreja batista pretendendo ser auxiliar ministerial, visto que hoje é um presbítero na Igreja presbiteriana que frequenta. Veja que nossa conversa foi progredindo...tive que lhe ser franco! Lhe disse que eu tería que batizá-lo. Fui surpreendido com seu rápido arranhão: "Que é isso, batismo não salva... isso é doutrina de homens...já fui batizado meu pastor impôs a mão sobre mim" - retruquei lhe que realmente batismo não salva, mas Cristo ordenou que assim fizéssemos; Ele tem toda autoridade para assim ordenar!!!-(cf Mt 28.18-20). Bem, depois fiquei pensando só comigo... doutrina de homem é fazer batismo que Cristo não mandou; doutrina de homem foi essa copiação pagã da aspersão. Bem somos fraternos, mas a verdade nunca foi e nunca será fraterna com a mentira.

    Não considero tanto faz a forma de batizar como disse a seguidora Heloisa acima. Batizar no original, isto é, no fundamento biblico - não na invencionice e improvisação humana - é sepultar. Aspergir seria rantizar.

    Paz nas diferenças, sem coluio com a apostasia.


    Pr Calisthenes Lins
    Igreja Batista no Hileia - Manaus, Amazonas.

    ResponderExcluir
  2. Como poderíamos ser sepultados, absorvidos ou outro sentido convicente de batismo se não o for pela imersão?! Paulo declara: "De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte..." (cf Rm 6.4). Vejam a aspersão não sepulta simbolicamente ninguém com suas gotas e perdigotas. Jesus saiu das águas do rio Jordão e nãorecebeu borrifos deveras de João o Batista: "E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água..."(cf Mt 3.16). Joãoera batista, isto é, batizador,e estava junto ao rio Jordão,com certeza estava sepultando os arrependidos a serem sepultados(vf Mt 3.13); o Eunuco evangelizado e batizado por Felipe desceu à água: "E, indo eles caminhando, chegaram ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado? E disse Filipe: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. E mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e o batizou." (cf Atos 8.36-38).
    Pelo visto a prática é claramente imersionista não igualitando com um suposto sentido não sepultante nas águas. O que é importante e evidente não é o supostosentido variante da palavra baptismo, mas a clara evidência dos fatos que os batizadores do NT e seus crentes receberam sepultamento nas águas e não borrifos de gotas e ou perdigotas. Devem os caros irmãos abandonar o desviu da prática e retorna à prática demosntrada pelos batizadores no NT.

    Pr Calisthenes Lins
    Ig Batistano Hileia
    Manaus-AM

    ResponderExcluir
  3. Passando para prestigiar as abençoadas postagens e Gostaria de propor uma parceria, tenho uma Web Rádio que Há 3 anos e durante 24hs Toca na net hinos avivados, orações, reflexões e mensagens edificantes.
    Que tal ter o player da mesma tocando aqui no seu blog?

    ResponderExcluir