terça-feira, 28 de dezembro de 2010

A Confissão de New Hampshire Não é Hipercalvinista

Vemos irmãos que a famosa Confissão Batista de New Hampshire não é Calvinista, mas coloca a verdadeira posição batista (anabatista) que não entra no "perverso" arminianismo, nem no hipercalvinismo, nem no pelagianismo. Nós batistas originais não somos calvinistas, nem armenianos e nem tampouco pelagianos. Cremos na eleição, na segurança eterna dos salvos, mas na dependência total dos homens da graça de Deus para os salvar. O ítem abaixo da famosa e referida confissão batista mostra isso:





9. Cremos que a eleição é eterno propósito de Deus, segundo o qual Ele graciosamente regenera, santifica e salva pecadores; que sendo perfeitamente consistente com a livre agência do homem, abrange todos os meios em conexão com o fim; que é uma demonstração gloriosíssima da bondade soberana de Deus, sendo infinitamente livre, sábia, santa, e imutável; que ela exclui completamente a vanglória, e promove humildade, amor, oração, louvor, confiança em Deus, e ativa imitação de sua livre misericórdia; que ela encoraja o uso dos meios no mais alto grau; que ela pode ser percebida pelos seus efeitos em todo aquele que verdadeiramente crê no evangelho; que é o alicerce da segurança cristã; e que verificá-la com respeito a nós mesmos demanda e merece a máxima diligência.

fonte: http://anabatistas.ning.com/profiles/blogs/a-confissao-batista-de-new

Nenhum comentário:

Postar um comentário